PT/     ENG

Portugal Masters 2011


Portugal Masters 2011

 Portugal Masters - Day Four

Tom Lewis como um relâmpago

Se Tiger Woods precisou de jogar cinco torneios no PGA Tour para conquistar o seu primeiro título como profissional, o inglês Tom Lewis apoderou-se do seu primeiro troféu do European Tour logo na terceira prova que disputou no circuito como profissional – o Portugal Masters de 2011.

O jovem inglês de 20 anos já estava na história do golfe com o seu cartão de 65 pancadas, três meses antes, na primeira volta do British Open, que foi a melhor marca de sempre por parte de um amador no mais antigo dos quatro majors. Depois disso, tornara-se profissional e começara a jogar torneios através de convites.

Lewis iniciou a última volta do Portugal Masters empatado em oitavo lugar, a quatro pancadas do líder, o espanhol Rafael Cabrera-Bello. Ao concluir com 65 (-7), para um total de 21 abaixo do par-71, ganhou com duas pancadas de vantagem sobre Cabrera-Bello, que, encerrando com um 71, perdeu seis pancadas para o britânico nos últimos 18 buracos.

“Não esperava por isto no início da semana. De todo. Ainda por cima, comecei a meio-gás e havia adversários de grande categoria. Ganhar é simplesmente inacreditável”, disse.

2011 seria um ano memorável para Tom Lewis, porque, além de ter recebido a medalha de prata para melhor amador no British Open e de ter vencido o Portugal Masters, também foi campeão do British Amateur e, no final da época, receberia o troféu Sir Henry Cotton para o melhor rookie do ano no European Tour.

Destaque ainda para o amador português Pedro Figueiredo, também de 20 anos, que terminou na 23ª posição, à frente de grandes nomes do golfe mundial como Francesco Molinari, Ross Fisher, Miguel Angel Jimenez, Thomas Levet, Colin Montgomery, Paul McGinley ou John Daly.

Ricardo Santos, Nuno Campino, Hugo Santos, António Rosado e o amador Gonçalo Pinto foram os outros portuguese em prova mas que não passaram o cut. 

O 4.º Portugal Masters ficou marcado pela maior afluência de público numa terceira volta do torneio e no dia do pro-am: 8.264 espectadores no sábado e 2.986 na quarta-feira. No final dos cinco dias, não se bateu o recorde de 2009 (37.479), mas ficou-se apenas a 342 bilhetes desse registo, com um total de 37.137 espectadores.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn