Campeões de majors e estrelas da Ryder Cup confirmam presença no 11º Portugal Masters


Campeões de majors e estrelas da Ryder Cup confirmam presença no 11º Portugal Masters

28/8/2017

Uma legião de alguns dos melhores jogadores europeus confirmou a sua participação no 11º Portugal Masters, que decorrerá no Dom Pedro Victoria Golf Course de 21 a 24 de setembro.

O campeão de três Majors, Padraig Harrington, regressa a Vilamoura para tentar defender o título conquistado no ano passado, bem como Andy Sullivan, que venceu em 2015 de forma convincente, ao liderar a prova portuguesa do primeiro ao último dia.

Aos dois últimos campeões do Portugal Masters junta-se o titular de 2012, Shane Lowry, que retorna ao palco do seu primeiro triunfo no European Tour enquanto jogador profissional.

Danny Willett também traz consigo credenciais de torneios do Grand Slam (como Harrington), depois de ter-se imposto no Masters de 2016.

Entre a nova geração de valores a despontar contam-se na lista de inscritos deste ano dois entusiasmantes jogadores, Matt Fitzpatrick e Thomas Peters, ambos múltiplos campeões de torneios do European Tour e, sobretudo, membros da seleção europeia da Ryder Cup em 2016.

Harrington é o jogador com um palmarés mais recheado, sendo já um dos maiores da história, depois dos êxitos no The Open Championship (o British Open) em 2007 e 2008, no PGA Championship em 2008 e da presença em seis edições da Ryder Cup, quarto das quais vitoriosas.

Em 2016, o irlandês voltou à boa forma ao impor-se no Portugal Masters com um nível impressionante, para apoderar-se do seu primeiro título do European Tour em oito anos.

«Estou encantado por estar de volta ao Portugal Masters para defender o meu título», disse Harrington, que soma 15 troféus no European Tour.

«A vitória no ano passado foi muito satisfatória e deu-me gozo juntar esse título à minha lista de vitórias. Senti-me descontraído durante toda a semana, tive ótimas sensações à volta dos greens e é um evento que aguardo com expectativa», acrescentou.

Sullivan também está desejoso de participar pela sexta vez num torneio em que tem conhecido um enorme sucesso nos últimos anos. O inglês apoderou-se do troféu em 2015 – na altura foi a sua terceira vitória da época, depois do Open da África do Sul e do Joburg Open – e no ano passado quase revalidava o título, terminando em 2º, apenas atrás de Harrington.

«Tenho fantásticas memórias deste evento, sobretudo de 2015. Arrebatar qualquer troféu é fantástico, mas fazê-lo na Europa, diante de tantos amigos e da família, foi algo de muito especial. Nem posso esperar por retornar em setembro», disse Sullivan.

Lowry saltou para a ribalta em 2009, ao conquistar o Open da Irlanda, mas na altura era ainda amador, pelo que o sucesso, três anos mais tarde, no Dom Pedro Victoria Golf Course, fê-lo entrar na história como apenas o segundo jogador a ganhar torneios do European Tour como amador e professional. Há dois anos, em 2015, obteve o triunfo mais importante da sua carreira num dos World Golf Championships, o Bridgestone Invitational.

«Este evento será sempre especial para mim. Fiquei literalmente na lua por ter ganho o meu primeiro título professional num evento de tanto prestígio como o Portugal Masters e tenho ganas de vir de novo a Vilamoura este ano», disse o irlandês.

Willett tornou-se no primeiro inglês a envergar o Casaco Verde desde Sir Nick Faldo, quando levou a melhor sobre a elite mundial no Augusta National no ano passado (o Masters), e vem pela primeira vez ao Portugal Masters com o estatuto de campeão de torneios do Grand Slam, dado que a sua última aparição em Vilamoura remontava a 2014.

Vencedor de cinco torneios do European Tour, Willett tem conseguido prestações marcantes no Portugal Masters com três top-10 em cinco participações.

«Já há alguns anos que não compito em Portugal e estou com vontade de fazê-lo de novo. É um campo onde tenho jogado bem ao longo dos anos, levando-me a acreditar em mais uma boa semana», comentou Willett.

Entretanto, o seu compatriota Fitzpatrick irá estrear-se no Portugal Masters. O inglês de 22 anos viveu uma temporada de 2016 brilhante, com vitórias no Nordea Masters e, sobretudo, no DP World Tour Championship, no Dubai.

O seu primeiro troféu foi angariado em 2015, no British Masters supported by Sky Sports.

Estes resultados mereceram-lhe a presença em Hazeltine, na equipa europeia da Ryder Cup, ao lado de Pieters e Sullivan, parceiros que reencontrará no Algarve.

«Estou entusiasmado de jogar no Portugal Masters pela primeira vez. É um torneio do qual oiço falar há muito e tenho expectativa de fazer uma grande semana em Vilamoura», declarou Fitzpatrick.

O belga Pieters também já triunfou por três vezes no European Tour e esta época já deu mostras da sua boa forma com três top-10 em torneios do European Tour, com grande destaque para um soberbo 4º lugar no Masters.

No ano passado o belga fez história em Hazeltine, ao tornar-se no primeiro rookie (estreante) europeu a somar 4 pontos na Ryder Cup, tendo jogado todos os encontros.

«Será a minha quarta participação consecutiva no Portugal Masters. É um local ao qual gosto regressar. Estou cheio de vontade de voltar aos tees do Dom Pedro Victoria Golf Course», frisou Pieters.

Os bilhetes para o 11º Portugal Masters já estão à venda incluindo pacotes VIP, e podem ser adquiridos em europeantour.com/tickets.

Na fotografia: O director do torneio, Peter Adams durante a apresentação do Portugal Masters à imprensa \ © Filipe Guerra

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn